O futuro do trabalho – o que você vai ser quando crescer?

Evento Plano de Menina

Semana passada fui voluntária em um projeto incrível de empoderamento feminino, o Plano de Menina (pesquisem sobre ele depois!). Em um dos debates do evento de formatura das meninas, foi discutido o tema carreira, um dos pilares do projeto, ao lado de autoestima, educação financeira, entre outros.

Depois de as palestrantes falarem sobre como enxergavam o futuro do trabalho, o papel das mulheres em profissões consideradas masculinas, como engenharia, ciências e tecnologia, a mediadora Giovanna Mel fez a última e avassaladora pergunta: “As coisas estão mudando, e rápido. Quais as habilidades que o mercado vai exigir de nós, independente da profissão ou do diploma?.” Para mim, essa é a pergunta-chave que todas as escolas deveriam se fazer.

Por que eu acho que a pergunta tão relevante? Muito simples: sabe tudo que nos ensinaram até aqui? Simples: não haverá mais profissões no futuro. Ninguém vai ser engenheiro(a) civil e ponto. Ou advogada e ponto. Nem jornalista e ponto. O avanço de tecnologias como robótica, inteligência artificial, big data, computação quântica etc vai acabar com o mundo que conhecemos hoje. Sobreviverá no mercado quem souber se adaptar a cada meio, cada empresa, cada função e desenvolver habilidades individuais. Por exemplo: já há robôs fazendo trabalho de agências de notícias. O jornalista terá de aprender a fazer outras coisas além de escrever. Rigor de apuração, ética, saber fazer entrevistas, lidar com as pessoas (inteligência emocional), além de habilidades técnicas complementares, como vídeo, blogging, mídias sociais, etc.

Eu fielmente acredito que habilidades serão mais relevantes que diplomas no futuro e não seremos mais profissionais encaixados em rótulos e job description. Teremos que criar o próprio job description do que faremos no futuro, mesmo se não formos nossos próprios patrões. As empresas precisam de profissionais que saibam se adaptar, tenham capacidade de aprender rápido, não se queixem de sair do script.

Depois dessa introdução, queria, então, elencar o que o time(*) destacou como habilidades importantes para o futuro:

Educação financeira (para tirar os sonhos do papel custa e exige planejamento e se organizar financeiramente, ter uma vida financeira independente é o primeiro passo)

Oratória (aprender a falar e transmitir a ideia que quer passar de maneira clara e direta)

Inteligência emocional (para se relacionar bem no ambiente de trabalha e em todos os espaços)

Liderança Adaptativa (siga seu plano, sua meta, seu destino e aprenda a adaptar-se em cada situação)

Pensamento computacional (aprenda a não pensar linearmente, mas a fazer conexões)

Tolerância a incerteza (aprender a tolerar a incerteza e se adaptar ao novo)

Lógica (pense na nossa lógica. Se o que estamos fazendo faz sentido para nós)

 

(*) O time: Giovanna Mel, Mylene Seidi, Camila Achutti, Simone Henriquez, Patrícia Santos e Lara Franciulli.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s